Casa simples Brasileira que foi premiada pela Arquitetura

Vamos falar um pouco sobre uma Casa simples Brasileira que foi premiada pela Arquitetura , mostrando que projetos arquitetônicos estão cada vez mais acessíveis a todos, o que é ótimo basta ter planejamento e boa vontade.

Cada vez mais a arquitetura está presente em nossa vidas, no início era para poucos e só quem tinha mais condições tinha acesso, os tempos foram passando e muita coisa mudou hoje em dia qualquer um pode ter a casa dos sonhos.

Se interessou pelo assunto deseja saber mais sobre essa casa tão especial e descobrir o porquê do prêmio continue com a gente que esse artigo é para você vamos te mostrar tudo.

casa brasileira premiada pela arquitetura

O prêmio

O Building , Archdaily, é um prêmio na área de projetos arquitetônicos que pesquisa por vários projetos espalhados pelo mundo é premia os melhores, toda a escolha é feita pelo público diversificado, todos os continentes têm acesso a votação. No ano de 2016 a arquitetura Brasileira ganhou destaque no cenário internacional, desta vez ela foi premiada no Building of the Year 2016, Archdaily.


Cada vez mais a arquitetura busca se reinventar, adentrar novas tecnologias e ser acessível, o prêmio ganho pela dona de casa e diarista Dalvina é a prova disso, a mesma juntou dinheiro a vida toda em busca de um sonho a casa própria. 

A diarista já tinha o lote o que facilitou no processo, mas não tira em nada o mérito do esforço dela e da empresa de arquitetura, situada em um bairro afastado de São Paulo a casa foi muito bem planejada e encanta a todos que tem oportunidade de entrar.

O prêmio foi importante não só para a empresa, mas para visibilidade da arquitetura brasileira em termos mundiais, isso é muito importante para valorizar essa área no cenário externo.

Outro ponto importante foi quebrar o paradigma de que só construções luxuosas e caras tem destaque e valor, que a arquitetura é para rico, qualquer um pode ter acesso, e a verdade é que é importante que tenha mesmo até em termos de segurança.

segunda andar da casa

A Casa simples Brasileira que foi premiada pela Arquitetura

como a casa antiga da diarista estava em péssimas condições feita sem um profissional, toda fora do esquadro e com instalações irregulares, a reforma não era viável e possível, o gasto ia ser bem maior, então a decisão foi de fazer a demolição da casa antiga e construir uma nova.

O projeto foi totalmente inovador, muito bem planejado e dividido para dar conforto e acessibilidade a dona de casa, o melhor de tudo foi o preço ao todo a obra ficou em 150 mil, se comparado aos preços dos imóveis brasileiros principalmente em São Paulo foi bem abaixo do mercado.

A empresa responsável pelo projeto arquitetônico  foi a Terra e Tuma Arquitetos Associados, empresa já consolidada a algum tempo no mercado mas não tão grande em termos de extensão. O projeto se inovou em todos os quesitos se não bastasse o preço surreal a obra ficou pronta em 10 meses tempo recorde se for considerar todo o processo.

A dona da casa é só alegria e orgulho com a casa nova segundo ela a casa é um incrível palácio, melhor do que ela sempre sonhou e imaginou ter acesso um dia. Quanto a detalhes de revestimento e decoração a casa possui paredes de blocos de concreto e o chão de concreto usinado.

Materiais rápidos de colocar com bom preço e praticidade, usar o concreto foi uma ideia bem interessante dos arquitetos, pode se dizer que foi uma sacada inovadora, seu uso dispensou gastar com acabamento pois ele já dá um efeito bem legal sozinho não tendo a necessidade dos tradicionais complementos.

O projeto foi criado para evitar quebra de estruturas para colocar fiação, toda a fiação de aço ficou aparente ajudando a reafirmar o estilo da casa, esse estilo industrial é um estilo bem interessante e que está na moda nos dias atuais, dá um efeito lindo.

interior da casa premiada

Os construtores pensaram bem em cada detalhe, a dona de casa é idosa tem 74 anos e apesar da casa possuir 2 andares, só o de baixo possui os cômodos essenciais ficando o segundo andar somente para o quarto do filho não tendo a necessidade que ela suba. Uma horta também foi instalada na parte de cima, horta que a senhora exibe orgulhosa estão presentes temperos e verduras na mesma.

Priorizamos a iluminação, a ventilação, um pé direito alto. Acreditamos que é possível viver bem e confortavelmente sem revestimento”, afirmou o arquiteto Pedro Tuma.

A casa conta com 95m2 de construção dividindo em:

2 quartos
Sala jantar
Cozinha
Horta
Garagem
Suíte
Sala TV 

planta baixa da casa

bom espaço ao se comparar que cada vez mais estão sendo construídos espaços de 40 m2 para moradia.

O arquiteto responsável aproveito para frisar a importância do prêmio não só para arquitetura, mas para sociedade em geral, mostrando que ter uma casa bonita e bem planejada é possível para todos.